Arte Popular Brasileira, autoral, espontânea, expressiva e atemporal..

Ela surgiu em diferentes regiões do país, pelas mãos de pessoas humildes e que usaram a arte como forma de expressão.

Arte essa que ajudou na fuga de árduas realidades. Arte que transformou o vermelho do barro em personagens invejáveis, a madeira, através de entalhes, em formas humanas, da nossa flora e fauna, paredes em painéis inventivos e, linhas, em rendas delicadas, que embelezam o nosso cotidiano.

Grandes Mestres, são eles que transmitem, que ensinam, que deixam um legado!

Eles conseguiram e conseguem até hoje seduzir milhares de apreciadores pois tem uma visão única que vai desde o seu cotidiano, até pessoas e lugares que influenciaram sua arte. Para eles a imaginação é o que alimenta a criação. Criando uma visão inteiramente particular, eles passam através de diversos materiais e formas suas fantasias, desejos e sentimentos. Enfim, as obras de Grandes Mestres Brasileiros é um presente que temos que agradecer e valorizar em nosso dia-a-dia. Elas nos representam de forma única, sem nos deixar esquecer de onde viemos.

Mestre Vitalino, artista popular brasileiro, considerado um dos maiores artistas da história da arte do barro no Brasil.

Mestre Dezinho, considerado o precursor da arte santeira no Estado do Piauí

Isabel Mendes, ceramista brasileira, criadora das famosas noivas de cerâmica que hoje caracterizam o Vale do Jequitinhonha.

Manuel Graciano, nascido em Santana do Cariri, Ceará, autodidata, começou a trabalhar com madeira ainda na infância. Compõe grupos com vários personagens que formam um verdadeiro conjunto escultórico. O artista tem um veio de humor que pode crescer até o mais flamejante expressionismo em muitos de seus trabalhos.

ENDEREÇO:

Av. Governador Israel Pinheiros n 555 A - Várzea de Baixo